Vereadores encerram o ano com novo recorde de proposições

por Welyton Manoel Nunes Silva publicado 21/12/2018 12h50, última modificação 21/12/2018 13h14
Foram 2.297 proposições apresentadas durante o ano. Números superam exercícios de 2016 e 2017

De acordo com o relatório apresentado pelo Departamento de Assuntos Legislativos, os parlamentares iguaçuenses encerraram as atividades oficiais de 2018 totalizando 194 reuniões plenárias. O número é superior a 2016, com 146 sessões, e 2017 quando os vereadores se reuniram em 183 sessões no Plenário da Casa de Leis. Foram 55 sessões ordinárias e 115 sessões extraordinárias sem pagamento de jetom ou qualquer vantagem. A quantidade supera o índice do ano passado quando ocorreram 99 reuniões extras.

As proposições apresentadas também superam o exercício do ano anterior e atingem um novo recorde. Em 2017 foram 2.268 proposições apresentadas. Em 2018, entre requerimentos, indicações e moções, o número final foi de 2.297. Além disso, foram totalizados 186 projetos, bem acima de 2016 (último ano da legislatura anterior) quando 100 projetos foram apresentados.

Redução de custos

Outro trabalho de destaque do Legislativo Iguaçuense em 2017 e 2018 foram as economias geradas com o corte de gastos e redução de benefícios. Em 2017 a Câmara devolveu ao Executivo o montante de R$ 3,4 milhões e neste ano o valor foi maior: R$ 4,7 milhões, valor que será destinado às demandas de melhorias na cidade, principalmente nas áreas de maior interesse social como saúde, educação e segurança pública. Nos dois anos de gestão da atual mesa diretora foram devolvidos à prefeitura R$ 8,1 milhões.

 

error while rendering plone.comments